Histórico

Membros

Atividades

Informações para Pacientes

Fotos

Links

Home

 

INFORMAÇÕES PARA PACIENTES

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST)

Rafael Loduca
Marcos Paulo Freire
Supervisão: Prof. Dr. José Cury
 

As doenças sexualmente transmissíveis são transmitidas de uma pessoa para outra através do contato sexual, sem o uso de preservativos, na maioria dos casos. Com isso é dever do cidadão agir de forma a prevení-las. Segue-se uma pequena descrição de tais doenças.A gonorréia é também conhecida como pingadeira, esquentamento, gota matinal  ou corrimento. Nos homens, seus sintomas aparecem após 2 a 10 dias do contato sexual suspeito, apresentando dor e ardência para urinar e uma secreção amarelada e viscosa na uretra (canal do pênis), daí o termo uretrite gonocócica. Nas mulheres, se apresenta de formas variáveis, desde quadros sem sintomas, até quadros com corrimento amarelado, viscoso e odor forte na vagina e ou uretra. Não sendo tratada pode apresentar complicações como infecções nos testículos e próstata nos homens e nas tubas uterinas nas mulheres, provocando dor e problemas de infertilidade. Não raramente a Gonorréia se complica podendo causar infecções nas Articulações, Fígado; Cérebro; Amígdalas e Faringe. A chance de contrair Gonorréia de uma pessoa infectada é de 90% a cada relação. Mulheres grávidas podem, durante o parto, transmitirem a doença ao recém nascido, o qual apresentará uma série de complicações.O tratamento é feito com antibióticos, pois a doença é causada por uma bactéria - Neisseria gonorrhoeae. A prevenção é feita com o uso de preservativos e o tratamento das pessoas contaminadas e seus parceiros. 

 

Gonorréia feminina

Gonorréia masculina


A sífilis também conhecida como Lues, começa com uma pequena lesão, úlcera de fundo limpo, indolor nos órgãos genitais (pênis, vulva, vagina, colo uterino e reto). Pode também se localizar na língua ou na mucosa da boca e até mesmo na extremidade dos dedos. A lesão é geralmente única e aparece 20 a 30 dias após a relação sexual suspeita. Esta lesão, também conhecida como Cancro Duro, desaparece espontaneamente após 1 mês. Após 10 dias do aparecimento do Cancro Duro, surgem os "caroços na virilha" (linfonodos inguinais), que desaparecem mesmo não tratados. Fica-se cerca de 30 dias sem sintomas após os relatados, até que aparecem manchas avermelhadas na pele, semelhantes a alergia, porém não coçam e são pálidas (eritema apagado) são as chamadas roséolas sifilíticas (Sífilis secundária). Deste ponto em diante, a Sífilis progride com o aparecimento de alterações eventuais de pele e mucosas. Após 1 ou 2 anos de evolução, entra em uma fase em que pode haver remissão e cura espontânea ou tornar-se latente com manifestações neurológicas e cardíacas (Sífilis terciária).Gestantes com Sífilis podem apresentar abortos, gerar crianças com graves problemas, natimortas ou assintomáticas, mas estas últimas com a doença verificável no sangue. O diagnóstico e acompanhamento são feitos pelos médicos, que contam com exames sorológicos, realizados  com o sangue do paciente. Tais exames apresentam peculiaridades que são unicamente interpretáveis pelos médicos.O agente causador da Sífilis é uma bactéria espiroqueta, Treponema pallidum e seu tratamento é feito através de antibióticos (Penicilina Benzatina). A prevenção baseia-se no uso de preservativos e no tratamento dos doentes. Quem teve Sífilis jamais deverá ser um doador de sangue. 
 

Sífilis primária masculina
 

Sífilis primária feminina
 

Sífilis secundária Codiloma Plano

Sífilis secundária Roséola



O cancro mole é popularmente conhecido como cavalo, sendo causado por uma bactéria, Haemophilus ducrey, e apresenta nos órgãos genitais feridas ulceradas e muito dolorosas. Estas feridas são acompanhadas de uma íngua na virilha, também denominada "bubão". O "bubão" geralmente se rompe e forma uma grande úlcera local. Uma outra particularidade desta doença é a auto-contaminação, ou seja, o próprio paciente pode contaminar outras partes de seu corpo.
 

Cancro mole



A tricommoníase é uma doença causada pelo protozoário Trycomona vaginalis. Na mulher causa um corrimento vaginal amarelado, com odor característico e viscoso. Em alguns casos acompanha-se de desconforto à micção. Os homens contaminan-se no momento em que mantém relacionamento sexual com mulheres infectadas sem o uso do preservativo. No sexo masculino, por vezes não existem sintomas. O tratamento deve ser simultâneo para ambos os parceiros.O herpes genital é uma doença causada por vírus, o herpes simplex 1 ou 2. A sua manisfestação maior é a formação de pequenas vesículas que se rompem causando queimação ou ardência, que cicatrizam sozinhas.Em pessoas portadoras, a doença aparece e desaparece espontâneamente, sendo desencadeada por fatores como o estresse.Infelizmente não há cura para o herpes. Existem medicamentos que diminuem o período de surto da doença e aumentam o intervalo entre as manifestações. O contágio só é feito quando há lesões visíveis na genitália ou na boca.
 

Lesões herpéticas no pênis

 

O condiloma acuminado ou crista de galo é uma doença causada por um vírus, o HPV ou papilomavírus. Esta doença, atualmente, é uma das grandes preocupações da classe médica, pois é uma doença de difícil tratamento e que está intimamente relacionada com o câncer de colo uterino e o câncer de pênis (tipos 16 e 18).O condiloma merece uma atenção ainda mais especial pois ultimamente ganhou o status de epidemia, apresentando inúmeros casos nas camadas jovem e adulta.Esta doença é caracterizada por uma pequena verruga na genitália que pode se espalhar causando inúmeras lesões por toda a região, dificultando ainda mais o tratamento. Portanto ao menor sinal da doença, deve-se procurar um médico para fazer o diagnóstico. Lembrar que se um dos parceiros estiver doente, o outro deverá submeter-se à avaliação do urologista.Uma outra informação importante é que em mulheres com história de HPV, está totalmente contra indicado o parto normal, pois pode haver contaminação do bebê no momento da passagem pelo canal vaginal.
 

Condiloma peniano

 

A candidíase é causada por um fungo, Candida albicans. Está presente em 20 a 30% da população feminina adulta. Somente em uma pequena porcentagem desta, há agressão por parte do fungo. Quando isto acontece há um corrimento branco (tipo leite coalhado) seguido por forte prurido. Entre os fatores que desenvolvem a agressão podemos citar a gravidez, o diabetes, o uso de antibióticos e o stress.Nos homens, a contaminação causa prurido no pênis, vermelhidão de glande e prepúcio. Nos recém-nascidos de mães contaminadas há o aparecimento de lesões na boca, popularmente conhecidas como sapinho.

O que fazer para prevenie e tratar:

      • Use sempre preservativo e não tenha relações caso esteja doente.
      • Caso tenha uma DST, procure um médico.
      • Não vá a fármacia em busca de consulta.
      • Não acusar o parceiro e sim levá-lo para tratamento.

       

Urologia - Disciplina | Urologia online | Urologia Acadêmica | Eventos | Reuniões | Grand Round | Notícias | Utilidades - Links
Fotos | Canal de Comunicação | Doenças Urológicas | Busca no Site | Setor de Reprodução Humana | Imagens | Súmulas | Sinópse Teses | Mapa do Site