Histórico

Membros

Atividades

Informações para Pacientes

Fotos

Links

Home

 

INFORMAÇÕES PARA PACIENTES

Fimose 

 

A fimose é uma condição na qual não se consegue exteriorizar a cabeça do pênis ou glande ao se tentar retrair o prepúcio (porção de pele que recobre a própria glande – figura 1). Quando na extremidade do prepúcio existe um anel esbranquiçado e duro, estamos diante da fimose verdadeira. Esta não melhora com massagens ou exercícios, muito pelo contrário piora cada vez que numa manobra mais intensa provoca-se uma fissura ou pequeno corte que posteriormente cicatriza fechando ainda mais o anel. A fimose verdadeira é portanto de tratamento cirúrgico e é muito importante que seja reconhecida pelo pediatra e diferenciada das aderências fisiológicas ou normais entre a glande e o prepúcio.

                            Figura 1

A chamada fimose fisiológica é a situação mais comumente verificada e trata-se na verdade de aderências entre a glande e o prepúcio e que se desfazem muito facilmente com o tempo. Não existe o anel esbranquiçado na extremidade do prepúcio. A conduta deve ser conservadora e a cirurgia não é necessária.


Figura 2 -Fimose

 A fimose verdadeira constitui uma situação que comumente se associa com quadros de infecção e vermelhidão do prepúcio, as chamadas postites que geralmente se acompanham de dor intensa. Muitos pacientes podem apresentar dor quando apresentam uma ereção e se o anel da fimose retrair e não retornar pode ocasionar um inchaço extremo do pênis que obriga a família a ir para o hospital.

O ideal é reconhecer a fimose verdadeira e diferenciá-la das aderências normais da glande. Uma avaliação médica especializada com um urologista pediátrico é a melhor opção. Caso a cirurgia seja necessária ela é feita sem necessidade de internação e a recuperação completa da criança se dá em dois a três dias. O melhor momento de se operar é com a criança em idade o mais precoce possível, apesar de que nos casos em que não haja irritação local e vermelhidão, pode-se aguardar a retirada das fraldas.

Um outro fator importante favorecendo a cirurgia é que o risco do paciente desenvolver no futuro câncer de pênis parece estar mais reduzido em comparação aos não circuncisados (pessoas que tiveram parte do prepúcio retirado cirurgicamente), assim como o risco de contágio e transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

Parafimose

A parafimose é a condição na qual o prepúcio (pele que recobre a glande ou cabeça do pênis), uma vez retraído, não pode ser recolocado em sua posição normal. Isto é causado pela formação de um firme anel de pele dura e esbranquiçada (Fimose) na extremidade do prepúcio. O anel de pele causa inchaço e aumento da glande, o que piora a condição. À medida que o tempo passa, pode haver oclusão arterial e necrose da glande (há uma diminuição muito grande do suprimento sanguíneo da glande, levando à morte do tecido). A parafimose geralmente pode ser tratada por firme compressão da glande durante 5 minutos para reduzir o inchaço e reduzir o tamanho da glande.  A pele pode ser então empurrada para frente sobre a glande. Ocasionalmente, será necessária incisão do anel de pele sob anestesia local. Devem ser administrados antibióticos e a circuncisão deve ser realizada após desaparecimento da inflamação.
 

Urologia - Disciplina | Urologia online | Urologia Acadêmica | Eventos | Reuniões | Grand Round | Notícias | Utilidades - Links
Fotos | Canal de Comunicação | Doenças Urológicas | Busca no Site | Setor de Reprodução Humana | Imagens | Súmulas | Sinópse Teses | Mapa do Site